Olá a todos!

 

Antes de mais nada, quero deixar claro o fundamento desse post. A utilidade é, para orientar os proprietários dos rádios Hannover BR-9000, a efetuarem as configurações dos modelos que possuem todas as bandas habilitadas, e deseja padronizar o seu equipamento, para ser utilizado conforme as especificações da ANATEL, para o correto uso, dentro da Banda do Cidadão (11 metros).

Qualquer alteração que resulte em utilizar o equipamento em desacordo com as normas, é rede responsabilidade do usuário, ficando a cargo deste, responsabilidade às sanções previstas em Lei. Tenham consciência disso.

Vou aproveitar o espaço para tirar algumas dúvidas quanto a programação do Hannover BR-9000 e seus similares (Anytone AT-5555, por exemplo), e aproveitar para mostrar um passo-a-passo, para aqueles que possuem o cabo de programação, software e arquivo de dados, mas até agora não conseguiram seguir adiante com a tal programação.

Mas antes vamos esclarecer algumas coisas, pois tenho acompanhado alguns “formadores de opinião”, especulado um pouco a respeito do equipamento, sobre suas qualidades. Eis as questões:

Com este radio, eu posso configurar para ele ser usado na faixa de 12 metros(24MHz)?

- Não, o range de frequência dele é de 25.605 a 30.105Mhz – caso efetue a programação para o alcance destes valores.

É possível fazer ajustes de potencia, modulação, recepção, através do cabo de programação?

- Com o cabo de programação, é possível efetuar configurações de frequência, habilitação de canais – até o digito 60, ou seja, 60 canais de frequência em cada banda – opção de off-set em repetidoras de 10 metros, ajuste de tempo de retardo do Squelch – eu disse Schelch, não “squelsh” – bloquear bandas, bloquear modos de operação, ajustes de proteção de voltagem e Estacionária, nomear uma identificação do proprietário, habilitar/desabilitar Eco, Roger Beep, Filtros ANL/NB, Hi-Cut. Para os ajustes mencionados – Potencia, Modulação, Recepção – só podem ser efetuados por pessoal qualificado e especialista; não obstante, recomendaria apenas as correções de recepção, modulação – neste ultimo, um bom microfone PTT resolve o problema de áudio afônico. A questão de potência gera muita polêmica, pois, na minha opinião, um bom amplificador linear resolveria o problema. Acho um desperdício forçar equipamento para trabalhar acima de suas características, através de modificações, mas é uma opinião de cada um;

O Hannover foi homologado esse ano. Mas como é possivel, se ele tem mais de 80 canais, e pode ser usado fora da faixa de 11 metros?

- É uma questão que a representante da marca teria como resolver. Aliás, os modelos recentes já contam com a configuração de especificação recomendada ( 80 canais, divididos em duas bandas – D e E – e modo FM desabilitado); Caso o modelo que você possua está com o range de frequência em desacordo com a norma, com o Cabo de Programação você pode adequá-lo as normas pertinentes a Agência, sem estar fora da Lei – o grande problema é que muita gente não toca nesse assunto, pois tem rabo preso, pode atrapalhar os negócios…vai saber.

Eu vi em outro post, que essa estória de efetuar a programação do Hannover, pode afetar o “Eeprom”, e posso perder o rádio. É verdade?

- É tão verdadeiro quanto comer manga e beber leite, não comer semente de melancia, senão nasce uma arvore na sua cabeça…KKKKKK!!!! Se não pudesse ser feito, então o radio não poderia – e nem deveria – ser vendido em outras versões fora do Brasil, onde o uso de 12 e 10 metros possui algumas peculiaridades. Pura especulação de curiosos, que não detém conhecimento do equipamento. A unidade de programação EEprom do equipamento permite as devidas modificações – para atender aos países em que as outras frequencias são liberadas (daí a grande sacada de universalização, acabou o “chucrute”) em nada comprometendo o bom uso do radio. O único cuidado é, que durante o procedimento de programação, não se deve desconectar o cabo do rádio, tampouco, do PC – aí sim, corre-se o risco de travar a unidade; recomendo fazer o procedimento, com o radio ligado a uma bateria, e no caso do PC, o mesmo ligado a um no-break ou simplesmente, rodar o programa em um notebook – com carga na bateria, lógico!

Fiquei sabendo que o Hannover não é um bom radio para ser instalado em automóveis e/ou caminhões, devido a sua fragilidade. Isso é verídico?

- De forma alguma. Ele é um excelente rádio, e pode ser utilizado tanto como base fixa, quanto móvel, sem maiores problemas.A não ser que você tenha dado o azar de adquirir um com defeito de fábrica, ou  de algum palitador… Na dúvida, consulte sempre um bom técnico instalador para o serviço, e adquira equipamentos de lojas e e/ou pessoas idôneas.

 

Lá fora, o modelo similar ao Hannover é vendido como cabo e com o CD. Por que aqui não acontece isso?

- Culpa nossa. Alguns acabam utilizando o recurso para outros fins – um exemplo? Veja quantos operados de 11 metros invadem a faixa de 10 metros, nos modos digitais e telegrafia, e lá usam de forma negligente como fonia (alguém diverge disso?)… por outro lado, é uma segurança que o fabricante aqui tem, de garantir que seu produto não sofrerá alguma avaria, por conta do despreparo do usuário final. Mas também tem a questão da arbitrariedade, nem todos seguem a linha de pensamento do tipo ” o radio é meu, eu falo onde quiser” e sim “tenho um radio, e sei usar de forma racional”. Vai da educação e bom senso de cada um.

Eu comprei um cabo, só que a versão do meu Hannover é superior a que tenho no Software. Como resolver isso?

- Todos os cabos são iguais, o que muda é a versão do Firmware do equipamento. Por exemplo, até onde sei, a versão comercializada aqui no Brasil ainda é a versão 1, porém, é bem possível que ja tenha as versões 2 e 3, que também são compatíveis. Da versão 4 e 5, já trabalham com outros softwares, com mais recursos ( Ganho do Mic, por exemplo). Porém, se seu radio for a versão 5, e voce tem o software com a versão 2, não vai funcionar. Mas o cabo continuará a ser o mesmo.

É possível fazer uma atualização do Firmware, para a ultima versão?

- Não, pois a Eeprom é diferente. as ultimas atualizações trouxeram aprimoramentos, não compatíveis com a hardware anterior.

Vi na internet, um esquema de construção do cabo, porém, a interface é padrão DB-9 (RS232). Funciona?

- sem problema algum. Agora, se for utilizar ela em um notebook, ou seu PC não possuir uma porta RS-232, pode-se resolver o problema com um simples conversor RS-232 x USB, facilmente encontrado no comércio.

Tenho um Aquário RP-80, que é igual ao Hannover BR-9000. É possível efetuar essas mudanças nele também?

- Sim, é possível. Porém, ele tem um “meandro” a mais. Ele já vem com o range de frequência ideal para uso na faixa de 11 metros. Mas, como não consta na lista de homologação da ANATEL – Equipamentos Homologados/Certificados – prefiro não mencionar nada a respeito dele. Vamos aguardar.

NOTA: O Aquário RP-80 foi homologado pela ANATEL em 14/11/2012; logo, já consta na listagem de equipamentos autorizados. Vantagem para nós!

Bom, esclarecidas as dúvidas, vamos pôr as mãos a obra!!!!

 

PRINCIPIO:

O projeto original do Hannover se baseia no modelo AT-5555, fabricado pela Qixiang Tecnology Co. – ou seja, de origem chinesa – e o nome AnyTone e faz uma alusão ao termo “anywere” (em qualquer lugar), em uma tradução mais livre, “Qualquer Tom”. É um projeto novo, onde através de uma base, pode-se abranger varias utilidades dentro da comunicação. Seu range de frequência - de 25,6 a 30,1 MHz – pode ser adequado a varias legislações pertinentes de qualquer pais, bastando apenas, ao representante interessado em usar a base para divulgação de seu produto, solicitar as especificações pertinentes ao seu pais, para o uso como radio do cidadão, ou para a banda de radioamador. De construção impecável, utiliza a tecnologia de componentes SMD, o que garante robustez, e durabilidade (mestres do ferro “machadinha” torcem o nariz!)

Por isso, ele tem vários nomes em diversos países, e para cada um, um especificação pertinente a Legislação pertinente. Por isso, as diferenças sutis entre um Anytone AT-5555, um BR-9000 e um RP-80. Os dois últimos, atendem a norma da ANATEL enquanto o primeiro, é apenas um intruso, tanto quanto inúmeros VR-9000, Superstar e outros.

E para que se adeque as regras, basta efetuar a programação de gama de frequências, ajuste de potencia, modulação, dentre outros, para satisfazer as necessidades. Só depois dessa “tropicalização”, ele está apto para o uso com o consumidor final – Nós.

Ou seja, ele não é um cobra 148GTL – que não atende toda a frequência - e nem um VR-94 – que extrapola a faixa.

E no primeiro caso, se você altera o range – o popular “chucrute” – já foge das especificações. No segundo caso, nem desligando as bandas salva você do “aplique”.

 

O CONCEITO DO CABO

 

Daí entra a questão que foi respondida logo acima… mas se é isso, pra que diabos vou querer o cabo?

  • suponhamos que, em algum momento de descuido, você “reseta” seu radio ( e eu vi isso muitas vezes acontecendo…que dó), e ele vai para a configuração original de fábrica?
  • Ou, em outro caso, você desconfigurou o range de frequência dele, de tanto pular de uns 2KHz a outro – muitos usuários se perdem nessa questão, isso é norma, o antigo Manual do Usuário não é preciso nas informações – , e agora se perdeu na configuração?

você tem duas saídas:

  • Colocar o radio dentro da sacola, e ir até a Rua Santa Ifigênia - caso esteja em São Paulo – e reprograme seu radio, sabendo que, toda a vez que cometer o erro, terá um custo, ou
  • tenha seu cabo e use o princípio “homemade”.

Por isso, deixo a questão um pouco no ar… todos sabem de suas necessidades, e tão logo entenderão.

Bom, seguindo o principio de que você já tenha o cabo, lembre-se: ele faz parte do rádio, caso venda seu transceptor, mande o cabo junto!!! Não quer ver seu amigo tendo problemas, quer?

 

Vamos lá… CORAGEM !!!! Depois de ler esse post irão agradecer….rsrsrs.

INSTALAÇÃO DO SOFTWARE / HARDWARE

Antes de mais nada, instale o software do programa – normalmente, ele vem como “AT-5555_vXX” (XX é a versão do programa):

 

 

Siga o passo-a-passo – normalmente, é Next, Next, Finish:

 

 

 

Depois de instalar, conecte o cabo USB. Normalmente, o Windows instala automaticamente. Caso peça o Driver, Localize no CD: Drivers > WinXP ou WinVista;

 

 

Efetuada a instalação comemore…mas não muito, ainda faltam outros procedimentos…

A próxima etapa, é verificar, no Gerenciador de Dispositivos, qual porta COM foi atribuída ao Cabo de Dados:

 

Agora, abra o programa. Vá na opção SETUP > COMMUNICATION PORT. Irá abrir uma outra tela, onde lhe dispõe as portas disponíveis para seleção. Evidentemente, você deve escolher a porta atribuída pelo Windows.

depois desse procedimento, feche o programa.

 

CONEXÃO DO CABO NO RADIO

 

no passo seguinte, efetuaremos a conexão do cabo no transceptor. Isso se procede na parte interna do rádio, onde se encontra o slot para a conexão do cabo.

Para acessa-la, é necessário desparafusar a tampa inferior do rádio – onde se localiza o Auto-Falante. Solte os cinco parafusos, conforme as figuras abaixo.

O slot se localiza precisamente onde marca a seta:

Conecte corretamente o cabo, seguindo a orientação do conector.

 

Pois bem, após o procedimento, abra o programa, e logo depois, ligue o rádio.

 

EFETUANDO A PROGRAMAÇÃO

No programa, localize o arquivo .dat correspondente a configuração a ser carregada – para o procedimento de padronização, em alguns casos – e tipos de arquivos – ele é mencionado como “BRZ STD”:

Após carregar o arquivo, clique no ícone “Send to Radio”. Ele irá perguntar se deseja completar o procedimento. Clique em OK.

O processo iniciará no programa, e no radio, irá aparecer no display “PC”.

Após o final do procedimento, irá aparecer no display do radio “End”, e no programa, a seguinte mensagem:

Desligue  rádio, e ligue-o novamente. As configurações carregadas estarão concluídas.

Pronto! Equipamento configurado.

 

É fato que você poderá efetuar outras configurações, e criar sua configuração personalizada, clicando em File > New…

Cabo de programação do radio Hannover BR 900 e software programar hannover copy

.

Lembrando que, como o equipamento é homologado, toda a configuração que seja inversa a pertinência da Legislação, acarretará responsabilidade do usuário. Mas uma vez, lembrando, UTILIZE COM RESPONSABILIDADE.

Até a próxima!!!

PX2-D6222 PU2-TBX PY2-394SWL